Nuss… E Agora?!?

4fev/084

Configurações gráficas abrangentes: Para não parar no tempo

Antes de tudo, leiam esse post do Rodrigo Flausino sobre a Blizzard e o Warcraft. Já leu? Então agora a gente pode começar a destrinchar o problema. O que vou expor aqui é um pensamento que pode vai mudar drasticamente dependendo do projeto, principalmente quando levamos em conta coisas como escopo, público-alvo e recursos. Mas pensando na Blizzard, duvido muito que tenha faltado alguma coisa ou que algum limite intelectual tenha sido alcançado. Isso faz com que tracemos uma linha possível: mercado.

"Mas Tiago, não pode ser problema nos servidores deles?". Não, não pode. Gráficos não afetam em nada o tráfego de informações. Eles rodam localmente, não vêm de um servidor. Portanto, se você joga Tibia ou Lineage, o que vem pela net é virtualmente a mesma coisa: pacotes com informações de localização, características e ações de personagens, monstros e NPCs. Aliás, o Tibia é conhecido por pesar mais a rede que jogos de gráficos bem mais avançados, como o Silkroad Online. Portanto, ta mais que provado que a carga na rede não pode ser o foco dessa tal decisão. "Mas se não é, então o que será?"

Ouvi por aê que o World of Warcraft já é relativamente pesadinho do jeito que já tá, não sendo um jogo para qualquer máquina. Pode ser que estejam perdendo um cado de clientes que simplesmente não conseguem jogar por limitações de hardware, como placas de vídeo ou memória RAM. Se for o caso (e acredito que seja), a Blizzard está querendo ampliar seu público-alvo, alcançando uma fatia maior do mercado.

"Então eles estão certos em parar de melhorar graficamente seu jogo, já que isso vai fazer com que parem de perder clientes", você diz. "Não! Eles estão justamente ERRADOS em fazer isso" eu respondo e vou explicar por quê eu acho isso.

A Blizzard pensou muito mal em parar de melhorar graficamente seu jogo pois parar no tempo é burrice e quem pára é atropelado. Ponto final. "Mas Tiago, estamos falando de WoW, não de qualquer coisinha aí." É, estamos falando de WoW. Mas antes dele tinha um MMOG foderoso que dominava o mercado... um que foi atropelado pelo WoW tão logo tenha chegado a data de lançamento do último. Entendeu o que eu quis dizer?

Não é só por ser uma grande empresa que a Blizzard não vai errar. Olha o lixo em que transformaram o Mortal Kombat, olha o fracasso que tem sido os últimos jogos do Sonic, olha o fiasco que foi o Crysis. Todo mundo erra e, ao invés disso, deveriam ter pensado no óbvio: configurações gráficas abrangentes.

"Mas hein?" Ah gente, sabe aquele basicão do Age of Empires III de desativar tanto efeito gráfico que o jogo roda numa placa de vídeo arcaica de 64mb? Pois então, eles estão fazendo com que o MESMO jogo lindo para as máquinas absurdamente potentes seja jogável pelas máquinas cansadas de 5 anos atrás.

É um assunto bem complicado, principalmente pois hoje em dia as pessoas acham que um jogo bom é um jogo que tem gráficos bons: se você não os tem, já vai ter que suar pra mostrar que o jogo é bom. À quem duvida disso, recomento lembrar-se de como falaram merda do Zelda: Wind Waker por usar cel shadding ao invés dos gráficos realistas que mostraram no lançamento do Game Cube.

Essa escalada rumo à perfeição cria jogos injogáveis pela maioria absoluta da população mundial. Excessos e utopias do gênero foram o que jogaram o Atari Jaguar no lixo, foram o que jogaram o Crysis no lixo e são o que está jogando o PS3 no lixo. Aplaudo a Blizzard em ir contra essa tendência: critico mesmo é a forma com que definiram a situação.

Então fica só um artigo de ponto de vista pessoal com uma pitada de desabafo e experiência adquirida com o erro de outros jogos. Afinal de contas, jogar também é aprender!

Um abração e até a próxima.

Comentários (4) Trackbacks (2)
  1. Configurações gráficas abrangentes: Para não parar no tempo e nem na prateleira! =D

  2. Essa decisão se relaciona com varios posts seu.
    E acho que limitação de máquina não é o principal fator para não ter mais jogadores.

  3. Ih, o artigo virou capa do rec6! O quarto voto foi o meu! :o ) Parabéns, Frossard, você merece.

  4. Pois é, Mário. Vá dizê.

    Só não entendo como que, com 4 votos, eu consigo subir prá 1a página. Coisas da Rec6…





Leave a comment